Greve Geral

Saiu a chamada da greve geral que ocorrerá dia 28/04/17 em todo país! Em Uberaba ela ocorrerá a partir das 9h, na Praça Rui Barbosa. A greve geral é necessária em momento de grave instabilidade política, em que as minorias no Congresso não conseguem demover os Deputados de grandes bancadas a modificar seus votos em relação a proteção do trabalhador.

IMG_7585A Reforma Trabalhista e Previdenciária é inconstitucional, e viola cláusulas pétreas da Constituição Federal (artigo 10 da CR/88).

IMG_7296

Em momento de desemprego e grave crise política, os direitos sociais devem ser preservados e até melhorados, pois é a única salvaguarda do trabalhador! Assim, é momento de apoiar os movimento sociais, até porque somente a sociedade civil organizada poderá conter a onda devastadora de perda de direitos que ocorre pelo Brasil, conforme duras medidas econômicas que afetam o trabalhador, anunciadas nos últimos meses.

Diante disso, a sociedade não quer a Reforma da Previdência e não quer a Reforma Trabalhista. É necessário que todos os Sindicatos e Centrais Sindicais tenham ciência desse fato, evitando, dessa forma, acordos que significam perda de Direitos Sociais ou Retrocesso Social.

greve geral

Nota a imprensa
Reunidos na tarde desta segunda-feira (27), na sede nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), em São Paulo, os presidentes das centrais sindicais, dirigentes sindicais analisaram a grave situação política, social e econômica que o país atravessa e decidiram que:

Dia 28 de abril
Vamos parar o Brasil
As centrais sindicais conclamam seus sindicatos filiados para, no dia 28, convocar os trabalhadores a paralisarem suas atividades, como alerta ao governo de que a sociedade e a classe trabalhadora não aceitarão as propostas de reformas da Previdência, Trabalhista e o projeto de Terceirização aprovado pela Câmara, que o governo Temer quer impor ao País.
Em nossa opinião, trata-se do desmonte da Previdência Pública e da retirada dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT.
Por isso, conclamamos todos, neste dia, a demonstrarem o seu descontentamento, ajudando a paralisar o Brasil.

São Paulo, 27 de março de 2017.

Adilson Araújo
Presidente da CTB

Antonio Neto
Presidente da CSB
José Calixto Ramos
Presidente da Nova Central

Paulo Pereira da Silva (Paulinho)
Presidente da Força Sindical
Ricardo Patah
Presidente da UGT

Vagner Freitas
Presidente da CUT

Edson Carneiro (Índio)
Secretário Geral Intersindical

Luiz Carlos Prates (Mancha)
Presidente da CSP-Conlutas
Ubiraci Dantas de Oliveira (Bira)
Presidente da CGTB

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: